//Chega de viver entre o Medo e a Raiva!

Chega de viver entre o Medo e a Raiva!

Se não aprendermos a viver de outro modo, poderemos acabar com nossa espécie.
É preciso começar a trocar carícias, a proporcionar prazer, a fazer com o outro todas as coisas boas que a gente tem vontade de fazer e não faz porque “não fica bem” mostrar bons sentimentos.
No nosso mundo negociante e competitivo, mostrar amor é … um mau negócio. O outro vai aproveitar, explorar, cobrar… Chega de negociar com sentimentos e sensações. Negócio é de coisas e de dinheiro – e pronto!

Bendito Skinner – apesar de tudo! Ele mostrou por A mais B que só são estáveis os condicionamentos recompensados; aqueles baseados na dor precisam ser reforçados sempre – senão desaparecem. Vamos nos reforçar positivamente.
É o jeito – o único jeito – de começar um novo tipo de convívio social – uma nova estrutura – um mundo melhor.

Freud ajudou a atrapalhar mostrando o quanto nós escondemos de ruim; mas é fácil ver que nós escondemos também tudo o que é bom em nós, a ternura, o encantamento, o agrado em ver, em acariciar, em cooperar, a gentileza, a alegria, o romantismo, a poesia, sobretudo o brincar – com o outro. Tudo tem que ser sério, respeitável, comedido – fúnebre, chato, restritivo, contido…”

José Angelo Gaiarsa

By |2019-02-04T08:12:23+00:00fevereiro 4th, 2019|Sem categoria|0 Comments

About the Author:

Ana Liria di Sousä, Consultora Comportamental em Relacionamentos, com 1.260hs de atendimentos individuais, Certificações nacionais e internacionais na área de Desenvolvimento Humano, já ajudei centenas de pessoas a terem maior clareza nas suas escolhas e decisões através da minha consultoria individual e personalizada.

Leave A Comment